Ataíde inicia projeto de produção de água no campo

Ataíde inicia projeto de produção de água no campo

            O prefeito de Passos, Ataíde Vilela, iniciou nesta segunda-feira a elaboração de um projeto para estimular a produção de água na zona rural do município.

Baseada no programa “Produtor de Água”, da Agência Nacional das Águas (ANA), a proposta envolve diversas instituições e entidades, além do próprio produtor rural, que poderá até receber incentivos financeiros para aderir ao projeto que visa a redução da erosão do solo e assoreamento dos mananciais nas áreas rurais.

            A primeira reunião sobre o assunto ocorreu no gabinete do prefeito, onde compareceram representantes do Ministério Público (MP) de Minas Gerais, Instituto Estadual de Florestas (IEF), Polícia Militar de Meio Ambiente, Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae), Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), Instituto Social, Educacional e de Pesquisa de Minas Gerais (Isepem), Furnas Centrais Elétricas, Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) da Prefeitura de Passos e Câmara Municipal de Passos.

            Segundo o prefeito, medidas para evitar o racionamento de água na zona urbana já estão sendo tomadas pela Prefeitura e Saae, através da ampliação do sistema de tratamento de água do Rio Grande e do plano de preservação da bacia do ribeirão Bocaina, o mais antigo manancial de água potável do município. Entretanto, na zona rural, a situação é preocupante, com diversas propriedades passando pela escassez dos recursos hídricos. Por isso, a importância de se investir num projeto de recuperação das fontes de água das áreas rurais, que, para ter sucesso, precisa da participação efetiva do produtor rural.

            “Passos tem muitos mananciais, mas sem os mínimos cuidados de preservação”, afirmou o prefeito, ressaltando que não existe um só culpado, mas toda a sociedade, que não se preocupou em prevenir crises como a atual, dos recursos hídricos. Elogiando a iniciativa do prefeito de mobilizar a sociedade para a recuperação e preservação dos mananciais rurais, o promotor Paulo Frank, da curadoria de meio ambiente do Ministério Público, acredita no papel do produtor rural como fundamental para a realização do projeto. “É a única iniciativa que realmente acredito: a valorização do prestador de serviços ambientais”, disse.

PRODUTOR DE ÁGUA

            A proposta de Ataíde Vilela é para a implantação do programa Produtor de Água, da ANA, por meio da adesão voluntária dos produtores rurais para os projetos ambientais, que podem ser: construção de terraços e bacias de infiltração da água da chuva, da readequação das estradas vicinais, a recuperação e proteção de nascentes, reflorestamento de áreas de proteção permanente e reserva legal, saneamento ambiental etc. Esse programa prevê também o pagamento de incentivos aos produtores que contribuírem para a proteção e recuperação dos mananciais, o que geraria benefícios para a bacia hidrográfica e a população.

            Os representantes das instituições na reunião no gabinete do prefeito se comprometeram a colaborar na elaboração do projeto e na mobilização dos produtores rurais, a exemplo do que ocorreu na região de Nova Iorque (Estados Unidos) e no município de Extrema, em Minas Gerais – que se inspirou nos norte-americanos e paga para os agricultores que prestam serviços ambientais que resultam numa maior produção de água no município.

EXPECTATIVA

            Conforme o prefeito Ataíde Vilela, com a participação de todos, a ideia pode dar certo também em Passos e garantir o abastecimento hídrico na zona rural, favorecendo as atividades agropecuárias e ainda contribuir com a conservação dos cursos de água do município. “Nós pedimos o engajamento de todos vocês e dos produtores rurais porque os beneficiados não seremos nós, mas as próximas gerações”, disse.

            O projeto será elaborado após ampla discussão e contribuições de todas as instituições envolvidas, que terão a primeira reunião de trabalho nesta terça-feira, no anfiteatro da Casa da Cultura.

A diretora do Departamento de Meio Ambiente, engenheira ambiental Márcia Sulmonetti Martins, e o engenheiro florestal da Seapa, Geraldo Pereira, foram escolhidos por Ataíde para representarem a Prefeitura no grupo de trabalho. Para essa reunião, outras instituições e entidades seriam convidadas, como o Sindicato dos Produtores Rurais de Passos e a Adap (Associação de Defesa Ambiental de Passos).

voltar ao topo