Restaurante Popular de Passos serve refeição-teste

Restaurante Popular de Passos serve refeição-teste

O Restaurante Popular “Antônio Pedro Patti”, de Passos, foi inaugurado nesta segunda-feira com um almoço-teste servido a 200 convidados.

Dentre os presentes, o prefeito Ataíde Vilela, a secretária municipal de Assistência Social, Aline Gomes Macedo, o vice-prefeito Ademir José da Silva, o presidente da empresa responsável pelo restaurante, Rafaello Milan, e um acionista, Mário Carlos Beni. Após a avaliação do teste, a empresa poderá iniciar o atendimento ao público, o que irá ocorrer na próxima segunda-feira (24).

            O Restaurante Popular de Passos foi terceirizado, mediante licitação, à Básica Fornecimento de Refeições Ltda, de São Paulo, especializada em merenda escolar e restaurantes industriais que, a partir da parceria com a Prefeitura, entra também no ramo de restaurantes populares. O contrato com a Prefeitura estabelece que a Básica terá quer servir até mil refeições por dia, a R$ 6 o prato.

            A empresa denominou o restaurante de Passos como “Bamboo – O Restaurante da Cidade” e começou servindo um cardápio de acordo com o hábito alimentar da população: estrogonofe de carne bovina e frango, batata palha, repolho, arroz e feijão, suco de uva e mousse holandesa. Os convidados receberam também um formulário com questões para avaliar higiene, cardápio e atendimento.

            Segundo a secretária de Assistência Social, Aline Gomes Macedo, as respostas serão analisadas e, caso haja algo a ser corrigido, a empresa terá até a semana que vem para providenciar as melhorias.

Entretanto, alguns convidados afirmaram ter aprovado o restaurante em todos os aspectos, como o designer gráfico, Júnior França. “Achei a comida muito bem temperada, leve. Deram duas opções para o estrogonofe, uma de carne e outra de frango. Quanto à higiene, muito boa. Os funcionários são rápidos para repor os talheres, tudo muito limpo, a decoração é muito boa e usaram as cores certas para pintar o restaurante”, disse, referindo-se às cores verde (predominante) e laranja (detalhes).

Em seu discurso de inauguração, o prefeito Ataíde Vilela afirmou que a  terceirização do Restaurante Popular de Passos é um dos desafios assumidos por ele, de modo a não criar despesas para a Prefeitura, que vem sendo administrada em meio a uma crise financeira desde o ano de 2013. “Em tempos de crise, nós temos que mostrar competência e esse é o meu compromisso como gestor”, disse, citando outras dificuldades enfrentadas por sua gestão e que também foram superadas: abastecimento de água, ameaça de epidemia de dengue e segurança pública.

Acionista da Básica Fornecimento de Refeições, o professor universitário Mário Carlos Beni, ex-presidente do Banespa (Banco do Estado de São Paulo), disse que tem boas expectativas com o negócio e elogiou a Prefeitura de Passos pela terceirização do restaurante popular, que ele chamou de nova parceria público-privada. “É um novo paradigma no país, um êxito na condução desse equipamento social, que trará ao povo de Passos a oportunidade de se alimentar bem e com um bom preço”, comentou.

Aline Macedo discursou observando que o projeto do restaurante popular estava inacabado, quando ela assumiu a secretaria no início de 2013, faltando o término da obra e também diversas obrigações burocráticas, que tiveram que ser resolvidas para promover a licitação do serviço. “Hoje estamos aqui para fazer o teste e avaliar o serviço que será prestado à população”, disse.

Também almoçaram no Restaurante Popular de Passos o presidente da Câmara de Vereadores, João Batista Resende, o delegado regional de Polícia Civil Paulo Queiroz Ferreira, o gerente geral da Caixa Econômica Federal, Amarildo Lembi Mascarenhas, secretários municipais, vereadores, servidores públicos e representantes de diversas instituições e da imprensa.

voltar ao topo